Saiu no Diário Oficial: Concurso Bombeiros MG oferece 385 vagas.

Lobo-guará é visto no entorno da represa de Chapéu D’uvas em JF
setembro 7, 2022
Suspeito foge da PM em JF, tem veículo abordado em Bicas e é preso em Santa Helena.
setembro 7, 2022
Exibir tudo

Saiu no Diário Oficial: Concurso Bombeiros MG oferece 385 vagas.

Saiu no Diário Oficial, nesta terça-feira, 06 de setembro, o extrato dos editais do concurso Bombeiros MG. O certame oferece 385 vagas para oficiais e soldados.

A IBGP é a banca responsável por comandar o exame, todos os documentos na íntegra serão disponibilizados pela corporação e pela empresa contratada. Sendo assim, as inscrições estarão abertas pelo período entre 7 de novembro e 8 de dezembro.

Das 385 vagas, as oportunidades serão distribuídas entre as seguintes áreas:

  • 324 vagas para soldados combatentes, sendo 291 para homens e 33 para mulheres;
  • 40 vagas para soldados especialistas para as áreas de Motomecanização, Comunicações, Saúde e Músico;
  • 21 vagas para o Curso de Formação de Oficiais, sendo 18 para homens e 3 para mulheres.

 

continua após a publicidade

 

No estado de Minas Gerais, as carreiras de soldado e oficial têm os seguintes requisitos: ensino médio completo, idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,60m.

► Confira o extrato dos editais!

As oportunidades estarão distribuídas da seguinte forma:

  • 324 vagas para soldados combatentes;
  • 40 vagas para soldados especialistas;
  • 21 vagas para o Curso de Formação de Oficiais.

Em Minas Gerais, as carreiras de soldado e oficial têm os seguintes requisitos: ensino médio completo, idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,60m.

Em 2021, o salário inicial para soldado era de R$4.631,21. Já para oficial, os valores eram de R$10.028,29.

No caso da carreira militar no estado, não é pago auxílio-alimentação ou auxílio-transporte. O que está previsto na legislação é a concessão de adicional de desempenho a cada cinco anos de até 10%. Além de abono fardamento e suporte médico, odontológico e psicológico.

O Instituto Brasileiro de Gestão e Pesquisa (IBGP) foi o escolhido para organizar a seleção. Ele será o responsável por receber as inscrições, viabilizar e aplicar as etapas, como as provas objetivas.

Veja as diferenças entre os cargos de soldado e oficial

Os cargos de soldados e oficiais do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais têm o mesmo requisito de ensino médio completo. Diante disso, quais seriam as diferenças entre eles, além do salário?

Folha Dirigida levou essa dúvida ao porta-voz da corporação, tenente Pedro Aihara, em 2021. Ainda que os dois cargos tenham os mesmos requisitos, na prática as atribuições são diferentes.

“O soldado está relacionado às ações de busca, salvamento, resgate, atendimento pré-hospitalar. Mas, sob um aspecto de execução das atividades. É efetivamente quem mais vai estar na rua atendendo as ocorrências do Corpo de Bombeiros”, especificou Aihara.

Por sua vez, os oficiais também envolvem as atividades de busca, salvamento, resgate, mas sob uma perspectiva de coordenação e gerenciamento.

“Serão aqueles militares que estarão comandando as operações e gerenciando soldados na execução das atividades. Ou então em setores estratégicos da corporação, definindo questões como planejamento, de logística e a parte financeira”.

Além disso, o curso de formação de oficiais é válido como uma graduação, o Bacharelado em Ciências Militares, com ênfase em gestão e prevenção de catástrofes.

Último concurso Bombeiros MG ocorreu em 2021

Ano passado, foi divulgado o edital do último concurso para ingresso no Corpo de Bombeiros de MG. No total, foram disponibilizadas 166 vagas para soldados e oficiais.

Desse quantitativo, 145 chances foram para soldados, sendo 130 para homens e 15 para mulheres. As outras 21 oportunidades foram para oficiais, dos quais 18 para o sexo masculino e três para o sexo feminino.

Não houve reserva de vagas para pessoas com deficiência, tendo em vista a natureza do cargo. A Fundep foi a banca organizadora.

O concurso Bombeiros MG teve as seguintes etapas: provas objetivas, provas discursivas (apenas para oficiais) e teste de capacitação física (TCF). Todas de caráter eliminatório e classificatório.

Na objetiva, os candidatos tiveram que responder a 50 questões, distribuídas pelas seguintes disciplinas:

Soldados

  • Língua Portuguesa – 10 questões;
  • Matemática – 10 questões;
  • Geografia – 5 questões;
  • História – 5 questões;
  • Direitos Humanos – 5 questões;
  • Química – 5 questões;
  • Biologia – 5 questões;
  • Física – 5 questões.
  • Oficiais

  • Língua Portuguesa – 5 questões;
  • Matemática – 5 questões;
  • Física – 5 questões;
  • Química – 5 questões;
  • Geografia – 5 questões;
  • Biologia- 5 questões;
  • Inglês – 5 questões;
  • Direitos Humanos – 5 questões;
  • História- 5 questões;
  • Literatura Brasileira- 5 questões.

As provas foram realizadas nas cidades de: Belo Horizonte, Divinópolis, Juiz de Fora, Montes Claros, Poços de Caldas, Varginha, Governador Valadares, Uberaba e Uberlândia.

Somente os inscritos a oficial também foram submetidos a prova de redação, em que elaboraram um texto sobre tema contemporâneo de Conhecimento Geral.

No teste de capacitação física, os concorrentes desempenharam os seguintes exercícios:

  • Teste de Resistência Aeróbica;
  • Teste de Flexão Abdominal;
  • Teste de Força Muscular de Membros Superiores;
  • Teste de Agilidade (Shuttle-Run);
  • Teste de Habilidade Natatória.

Os aprovados em todas as etapas do concurso ainda passaram por um curso de formação. O concurso tem validade de um ano, podendo ser prorrogado por igual período.

Fonte : Notícias Concursos e Folha Dirigida

Kadu Fontana
Kadu Fontana
Jornalista registrado no MTE desde 2014 , radialista, e proprietário do Portal RKF. www.instagram.com/kadufontana/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!