SOLDADO MATA NAMORADA E SOGRA EM DIVINÓPOLIS. DEPOIS MATA A MÃE E SE SUICIDA EM RIO POMBA.

TRAGÉDIA : 05 MORTOS EM ACIDENTE ENVOLVENDO 02 VEÍCULOS ENTRE RIO POMBA E TABULEIRO .
agosto 12, 2017
RIO NOVO 24 HORAS : ASSALTO E AMEAÇAS EM VIA PÚBLICA. P.M. RESPONDE COM APREENSÕES E PRISÕES.
agosto 12, 2017
Exibir tudo

SOLDADO MATA NAMORADA E SOGRA EM DIVINÓPOLIS. DEPOIS MATA A MÃE E SE SUICIDA EM RIO POMBA.

Um soldado da P.M.M.G matou a namorada, a sogra, e sua mãe, cometendo suicídio logo após. Tudo aconteceu nesta noite de sexta-feira 11/08 primeiramente na Rua Espírito Santo 903 bairro SIDIL em Divinópolis Mg . Igor Quintão Vieira, de 23 anos, matou a mulher Aline Guimarães Rodrigues , que também era soldado da PM e a mãe dela  Elisabete Guimarães Rodrigues utilizando- se de uma arma de fogo.As informações dão conta de que os dois tinham iniciado um relacionamento há pouco e faziam um curso juntos na cidade .Logo após o autor se deslocou para a cidade de Rio Pomba onde morava onde matou a própria mãe e logo em seguida se matou. Segundo informações da PMMG de Ubá , através de levantamentos , foi descoberto no celular do SD QUINTÃO, mensagens relatando sobre o fato.

De acordo com o Capitão Leonardo Tagliate, comandante da 293ª Companhia do 21º Batalhão da PM, unidade que faz o policiamento em Rio Pomba, a corporação foi chamada após parentes encontrarem mãe e filho deitados na cama, sendo que o militar segurava um revólver calibre 38. Tagliate disse que cada um foi atingido por um disparo. “Inicialmente, o que dá para entender da cena é que o militar teria matado a mãe e cometido o auto-extermínio em seguida”, diz capitão.

A investigação terá como objetivo descobrir se o tiro realmente partiu da mão do militar, se havia uma terceira pessoa na cena do crime ou até mesmo se a dinâmica foi diferente apenas com os dois dentro de casa. Ainda segundo o capitão Tagliate, o soldado da PM servia em Belo Horizonte e tinha ido à casa da mãe, que mora em Rio Pomba.

Atualmente, ele fazia o curso da Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Sargentos, que fica na Academia da Polícia Militar, no Bairro Prado, Oeste de BH, e por isso não estava atuando no serviço operacional. Ele já tinha atuado no 22º Batalhão da PM, responsável pelo policiamento de parte da zona sul da capital mineira.

De acordo com a PM, parentes não informaram nenhum problema prévio entre mãe e filho e colegas de turma do futuro sargento também foram consultados, não destacando nenhum tipo de problema do soldado que pudesse ter motivado o crime.

A Polícia Civil informou que a previsão é que o laudo da perícia seja divulgado em um prazo médio de 30 dias e as investigações já iniciaram.

FONTE : PMMG E EM.COM.BR

 

Kadu Fontana
Kadu Fontana
Jornalista registrado no MTE desde 2014 , radialista, e proprietário do Portal RKF. www.instagram.com/kadufontana/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!