Começam as obras para o trem turístico Rio-Minas

Jovem que saiu da cadeia há uma semana é preso de novo em Leopoldina.
julho 3, 2022
Grandes balões são flagrados em regiões de Minas e Rio de Janeiro neste domingo
julho 4, 2022
Exibir tudo

Começam as obras para o trem turístico Rio-Minas

As obras do trem turístico Rio-Minas, que irá ligar a cidade de Três Rios a Cataguases, foram inauguradas. O trajeto completo será de 168 quilômetros, e os trabalhos, iniciados na última semana, serão realizados em módulos.

O primeiro trecho será responsável por conectar Três Rios a Chiador (MG), percorrendo 37 km. A expectativa é de que a reforma do trecho termine em dezembro deste ano, para que os passageiros possam embarcar no trem a partir de fevereiro de 2023.

continua após a publicidade

O projeto está sendo realizado em parceria com as prefeituras de Além Paraíba, Volta Grande, Recreio, Leopoldina e Cataguases. O trem de passageiros irá percorrer oito cidades entre os dois estados: Três Rios e Sapucaia, no Rio de Janeiro, e Leopoldina, Recreio, Volta Grande, Além Paraíba, Chiador e Cataguases, em Minas Gerais.

O trem conta com seis locomotivas e 15 carros de passageiros, tendo a capacidade de levar 873 turistas. As viagens acontecerão durante os finais de semana, feriados e datas comemorativas e serão realizadas duas por dia. Ao todo, de acordo com os dados disponibilizados pela ONG Amigos do Trem, foram investidos R$ 845.881,04. Espera-se que o projeto dê um retorno de R$ 1.221.916,71.

Segundo a presidente da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) Amigos do Trem, Cyntia Nascimento Leite, o trem Rio-Minas já está sendo considerado o maior projeto turístico do estado do Rio de Janeiro para 2023. De acordo com Cyntia, o empreendimento pretende gerar cerca de 200 postos de trabalho, incentivando a economia dos municípios atendidos e do entorno.

A ONG Amigos do Trem foi fundada há 23 anos, e o projeto do Trem Rio-Minas começou a ser elaborado em 2016 pelo fundador da instituição, Paulo Henrique do Nascimento. Em 2018, Paulo faleceu em decorrência de um câncer de pulmão, e a sobrinha Cyntia passou a tocar o empreendimento. Agora, depois de seis anos do início da ideia do Trem Rio-Minas, Cyntia se emociona com as chances de ver o projeto sair do papel cada vez mais perto. “É realmente um sonho. O assunto entre os membros voluntários é sempre o mesmo: ‘como esperamos por esse momento. Como o Paulo estaria feliz se estivesse aqui’”, conta.

Ainda não há previsão sobre quando o Trem Rio-Minas começará a operar em Cataguases.

As informações são do Site do Marcelo Lopes 

Kadu Fontana
Kadu Fontana
Jornalista registrado no MTE desde 2014 , radialista, e proprietário do Portal RKF. www.instagram.com/kadufontana/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!