Várias cidades já sofrem com a cheia do rio Pomba neste domingo.

Motorista fica ferido após carro cair em ribanceira entre Leopoldina e Cataguases
janeiro 9, 2022
Homem é preso pela PM com revólver, drogas e munições em Descoberto.
janeiro 10, 2022
Exibir tudo

Várias cidades já sofrem com a cheia do rio Pomba neste domingo.

A chuva intensa que cai sobre a região trouxe enchente para as cidades de Astolfo Dutra, Dona Euzébia e Cataguases. Há pontos de alagamentos em Astolfo Dutra, mas ainda não há informações detalhadas a respeito da situação atual. Já em Dona Euzébia a Defesa Civil do município divulgou boletim, pouco depois do meio dia, informando “estado de inundação” devido ao nível do rio Pomba estar em 4,05 metros (veja fotos ao final do texto). Lá, como em Astolfo Dutra, o Pomba é afetado diretamente pela vazão da PCH Ivan Botelho III, que às 11:45h informou estar jogando no leito daquele rio 441 metros cúbicos por segundo de água.

Em Cataguases a região alagada pelas águas do Pomba e do Meia Pataca seguem aumentando, como mostra a foto acima  gentilmente cedida por Emanuel Messias.

Até o fechamento desta edição, a área entre a entrada da Vila Reis até a Rodoviária (inclusive Policlínica) estava inundada, bem como o trecho da Avenida Meia Pataca na altura do Star Soccer, parte baixa do Bairro Pouso Alegre e da Pampulha, além de parte do Bairro Beira Rio e São Diniz.

continua após a publicidade

A Catrans alterou o fluxo de veículos em parte da Rua Tenente Luiz Ribeiro em função da enchente e segue monitorando a situação visando possíveis novas intervenções. Neste sentido orienta a todos a ficar em casa e só sair em caso de necessidade. O Prefeito José Henriques assina, a qualquer momento decreto de Situação de Emergência no município.

Dona Euzébia

INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA

A Energisa informa que está mobilizada com suas equipes e acompanhando em tempo real a situação dos municípios que estão enfrentando alagamentos, em função das constantes chuvas dos últimos dias. A Energisa reforça que está trabalhando 24 horas, realizando vistorias, com equipes extras para essa situação atípica, além da identificação de possíveis riscos elétricos em situações emergenciais. 

Por medida de segurança, a Energisa precisou desligar a energia de algumas ruas de Cataguases onde as águas já atingiam os medidores de energia, devido à elevação do volume de água.

À medida em que o volume das águas retorna à condição de segurança, a Energisa normaliza o fornecimento de energia aos clientes desligados. 

Fonte : Site do Marcelo Lopes

Kadu Fontana
Kadu Fontana
Jornalista registrado no MTE desde 2014 , radialista, e proprietário do Portal RKF. www.instagram.com/kadufontana/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!