Um jabuti e cães são resgatados com sinais de maus-tratos em Cataguases.

Novo decreto impõe ações restritivas para evitar aglomerações em SJN.
julho 16, 2021
Jovem é preso em bicicleta acoplada com arma de fogo artesanal em JF.
julho 17, 2021
Exibir tudo

Um jabuti e cães são resgatados com sinais de maus-tratos em Cataguases.

Uma residência situada no Bairro Colinas, em Cataguases, foi alvo de uma ação da Polícia Militar do Meio Ambiente por maus tratos a animais. A equipe de militares ambientais esteve no local nesta manhã de sexta-feira, 16 de julho, onde cumpriu um mandado de busca e apreensão. No imóvel, conforme o registro da ocorrência, estavam vários cães sem alimentação, inclusive, um deles aparentava estar doente e desnutrido em função de seu baixo peso.

De acordo com o comandante daquela corporação no município, tenente Lucas Antônio Costa de Carvalho e responsável pela operação, quando a equipe chegou ao local foram encontrados 14 cães, sendo dois filhotes. “A residência estava com forte odor de fezes e urina dos animais, além de muito suja”, frisou.

continua após a publicidade

Durante as buscas no interior do imóvel foram encontrados em cômodos distintos da casa, “cães sem alimentação e água, sendo que um deles estava extremamente magro e um jabuti piranga, da fauna silvestre, que também estava sem alimentação”, salientou tenente Carvalho. “Esta situação de maus tratos foi constatada no local por um médico veterinário”, acrescentou.

O morador do imóvel e responsável pelos animais estaria viajando a trabalho o que impediu sua prisão em flagrante, conforme informou tenente Carvalho. “Apesar disso – destaca o comandante – os autos serão encaminhados para os órgãos competentes para a apuração dos fatos.”

Ele vai responder pelos crimes de cativeiro ilegal de animal silvestre, maus tratos a animais domésticos e por obstruir a ação fiscalizadora do poder público no trato de questões ambientais. Tenente Carvalho completou dizendo que as penas para estes crimes variam de seis meses a cinco anos de reclusão e, na esfera administrativa, foi lavrado um auto de infração ambiental no valor de R$ 21.100,40.

 

 

Fotos: PMMAmb divulgação

Fonte : Site do Marcelo Lopes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!