Em plena safra, preço do etanol dispara e chega a R$ 6,49 no sul do Brasil.

PJF aponta perda técnica de 18 mil doses, recua e diz que número é de 7 mil.
maio 27, 2021
Nove pessoas são presas por garimpo ilegal entre Volta Grande e Além Paraíba.
maio 27, 2021
Exibir tudo

Em plena safra, preço do etanol dispara e chega a R$ 6,49 no sul do Brasil.

Em maio, os preços do etanol cresceram expressivamente em todo o Brasil. As informações vieram de um levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizado entre 1º e 21. No Sul, o preço do litro do combustível chegou a até R$6,494.

Na região Sudeste, a média de valor do etanol no acumulado do mês é de R$4,123, porém chegou a atingir R$5,999.

Como estamos no período de colheita da cana de açúcar e produção de álcool que acontece normalmente entre os meses de abril e dezembro, o preço do etanol deveria estar caindo, mas o que vemos é o cenário oposto.

Mario Campos, presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), disse que os preços do etanol estão aumentando em decorrência da estiagem que aconteceu no verão.

continua após a publicidade

“A produção não veio de forma consistente e, por isso, ocorreu um problema de oferta e demanda que fez os preços do combustível subirem”, alegou. “A produção não veio de forma consistente e, por isso, ocorreu um problema de oferta e demanda que fez os preços do combustível subirem”, alegou.

Mesmo com os preços altos para os consumidores, o executivo justifica que houve produção, mesmo que em quantidade menor que o normal. Sendo assim, o preços devem diminuir nas bombas dos postos em breve.

“A redução vai chegar às bombas nas próximas semanas nos mercados onde o etanol é mais competitivo, como São Paulo, Paraná e Minas Gerais. No entanto, a paridade de preços com a gasolina deve ser menos comum em função da safra ter sido menor”, explicou.

Alta no preço do açúcar fora do Brasil 

A crescimento do preço do açúcar no exterior é um outro motivo que está contribuindo para a valorização do etanol. Isto faz com que os produtores deem preferência para fabricação e exportação de açúcar em detrimento da produção de etanol.  

Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), no último mês, o Brasil exportou 1,904 milhão de toneladas de açúcares e melaços, 25,67% a mais em comparação com o mesmo mês de 2020, quando foi embarcado um total de 1,515 milhão de toneladas.

1 Comment

  1. Carlos disse:

    Política deste desgoverno, tudo subindo e o mito só rindo, e tem pessoas que ainda acreditam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!