Ministério Público vai investigar a campanha de vacinação em Cataguases.

SJN: profissionais da linha de frente do PAM e servidores do asilo são imunizados.
janeiro 22, 2021
SAMU abre vagas em Leopoldina, Além Paraíba, Miraí e Lima Duarte.
janeiro 23, 2021
Exibir tudo

Ministério Público vai investigar a campanha de vacinação em Cataguases.

O Ministério Público da Comarca de Cataguases, através da 1ª Promotoria de Justiça, que tem como titular a promotora de justiça Amanda Merlini Dutra Osipe, emitiu na tarde desta sexta-feira, 22 de janeiro, “Nota Pública” informando sobre a instauração de “procedimento para apurar eventual descumprimento dos Planos Nacional e Estadual de Vacinação contra a COVID- 19, pelo Município de Cataguases.”

continua após a publicidade

De acordo com o documento (leia ao final deste texto, na íntegra), aquela Promotoria de Justiça no exercício de suas funções de Curadoria de Saúde Pública e do Patrimônio Público, o referido “procedimento tem por objeto apurar se pessoas que não se enquadram no grupo prioritário eleito pelas autoridades sanitárias foram beneficiadas com a imunização.” A medida atende denúncias recebidas por aquela Promotoria dando conta de que possíveis irregularidades na campanha de vacinação em andamento no município de Cataguases.

A mesma Nota Pública informa ainda que aquela Promotoria coloca-se “à disposição de toda população da Comarca de Cataguases para receber novas denúncias de desvio de quantidades da referida vacina em detrimento de pessoas pertencentes ao grupo prioritário para receber as primeiras doses.” As denúncias podem ser feitas pelo e-mail [email protected], ou através do site da Ouvidoria do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, que pode ser acessado clicando aqui.

Fonte : Site do Marcelo Lopes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *