Pedra de 2 toneladas se desprende de rocha e cai sobre galpão em Leopoldina.

Motocicleta é furtada á noite em São João Nepomuceno.
outubro 1, 2019
Três mortos após acidente entre carro e carreta em Leopoldina.
outubro 1, 2019
Exibir tudo

Pedra de 2 toneladas se desprende de rocha e cai sobre galpão em Leopoldina.

Uma pedra com peso estimado de duas toneladas se soltou da rocha localizada entre os bairros São Cristóvão e Três Cruzes na Rua Omar Resende Peres, ás margens da BR-116 ,no perímetro urbano de Leopoldina no final da manhã desta segunda-feira 30 de setembro,atingindo os fundos do galpão da empresa Reciclagem Terra Limpa.O fato aconteceu durante as obras da retirada da rocha pelo processo de desmonte e segmentação executados pela empresa Presanger Locação de Equipamentos Ltda de Caratinga MG.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O chefe da Defesa Civil Municipal  de Leopoldina , Antônio Dias, solicitou a presença do Corpo de Bombeiros que constatou apenas danos materiais. Ninguém se feriu, de acordo com informações obtidas pelo jornal O Vigilante Online. A via foi interditada no início da manhã desta segunda pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos .”A  prefeitura foi informada da possibilidade de problemas com a retirada da rocha. Havíamos colocado cavaletes de interdição no trecho mas os condutores de veículos não os estavam respeitando. Daí tive que trazer caminhões com terra para interditar o trecho”, explicou o secretário.

O empresário Alexandre Resende, proprietário da empresa, ressaltou que no momento do incidente não havia ninguém no interior do galpão pois desde a última sexta-feira, decidiu retirar o pessoal que atua no estabelecimento. Ele afirmou que não pode ficar parado pois sua despesa é muito grande e tem caminhões terceirizados ,15 funcionários e não sabe como fazer pois as pessoas que trabalham consigo sustentam suas famílias com que ganham na empresa.

O Jornal O Vigilante Online  não conseguiu contato com o secretário municipal de obras da prefeitura de Leopoldina José Márcio Gonçalves Lima. Procurado pela reportagem, o engenheiro da empresa que executa o serviço na rocha não quis se manifestar sobre o assunto.

FONTE : JORNAL O VIGILANTE ONLINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *