Laboratórios da CBA na Zona da Mata Mineira são referência em pesquisa mineral e monitoramento ambiental

Carros de luxo roubados são recuperados pela PRF em Muriaé
julho 28, 2022
Casal é preso pela PM por extorsão dentro de supermercado em Cataguases
julho 28, 2022
Exibir tudo

Laboratórios da CBA na Zona da Mata Mineira são referência em pesquisa mineral e monitoramento ambiental

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) conta com alta tecnologia em seus laboratórios da Unidade Miraí-MG para garantir a confiabilidade da pesquisa mineral, o controle de qualidade da produção de bauxita e eficácia do monitoramento ambiental em suas áreas de operação e influência. Prezando pela conservação do meio ambiente, os laboratórios realizam análises e monitoramentos das áreas mineradas, em fase de recuperação e de restauração florestal, a fim de subsidiar informações e orientar os processos de reflorestamento e de reabilitação ambiental antes, durante e após a lavra da bauxita.

continua após a publicidade

Além da pesquisa mineral, o Laboratório de Bauxita atua com foco no monitoramento do controle da qualidade da bauxita beneficiada. O Laboratório Químico da Zona da Mata Mineira analisou, em 2021, 25 mil amostras do processo de pesquisa mineral e 2 mil amostras de controle de qualidade do processo produtivo. O banco de dados gera uma modelagem tridimensional dos corpos de minério, a fim de dimensionar e certificar a qualidade e a confiabilidade do recurso mineral da Companhia.

Em complemento, a CBA possui um Laboratório de Análises Ambientais, com foco na qualidade e na excelência do monitoramento hídrico das Unidades da Zona da Mata Mineira, atuando em, aproximadamente, 150 pontos na região com realização de coleta e análises físicas, químicas e microbiológicas. Além disso, a Companhia possui parcerias valiosas, como a da Universidade Federal de Viçosa (UFV), no desenvolvimento de uma série de projetos ambientais na região, os quais o laboratório também apoia.

continua após a publicidade

O Laboratório de Análises Ambientais e o Laboratório Químico ainda contam com um sistema de gestão da qualidade baseado na norma ABNT NBR ISO/IEC 17.025:2017, que possui um escopo de 58 análises certificadas por meio da Rede Metrológica de Minas Gerais.

Christian Fonseca de Andrade, gerente das unidades da CBA na Zona da Mata Mineira, explica que dispor deste nível de estrutura laboratorial, atípica numa mineração, é um grande diferencial da CBA, trazendo agilidade, confiabilidade e conformidade aos diversos processos ambientais e minerários. “Com essa certificação, a CBA reafirma seu compromisso com a melhoria contínua e a busca pela excelência nos processos ambientais e minerários”, pontua Andrade.

 

Fonte: CBA

 

Kadu Fontana
Kadu Fontana
Jornalista registrado no MTE desde 2014 , radialista, e proprietário do Portal RKF. www.instagram.com/kadufontana/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!