Golpe do plano de saúde: 06 suspeitos identificados,100 vítimas e R$ 600 mil de prejuízo.

Mulher é agredida com soco no rosto e tem celular roubado em Muriaé.
março 24, 2022
Zona da Mata e Vertentes registram quase 200 casos prováveis de dengue em 2022
março 24, 2022
Exibir tudo

Golpe do plano de saúde: 06 suspeitos identificados,100 vítimas e R$ 600 mil de prejuízo.

Conforme disse o delegado Rodolfo Rolli, titular da 3ª Delegacia, a Polícia Civil já identificou seis pessoas suspeitas de envolvimento caso de suposto golpe envolvendo vendas de planos de saúde em Juiz de Fora, entre elas, uma mulher, de 44 anos, suspeita de cometer o crime de estelionato, na forma de crime continuado; o marido dela e dois supostos funcionários de uma cooperativa da cidade, suspeitos de estarem envolvidos no esquema, além de outras duas investigadas.

Ainda segundo o delegado, até o momento, existe o total de mais de 100 vítimas, entre elas, 60 em Juiz de Fora. “Temos também vítimas em cidades vizinhas, como Ubá, Guarani e Santos Dumont, mas também no estado do Rio de Janeiro”, informa, destacando que, nesse caso, é necessária a representação da vítima para apuração dos fatos, logo a Polícia Civil orienta que elas procurem a delegacia, situada em Santa Terezinha.

continua após a publicidade

A Polícia Civil segue com os trabalhos investigativos, inclusive realizando as oitivas dos investigados e levantamentos para apurar os fatos. Mais informações serão divulgadas após a conclusão da investigação, com o intuito de não prejudicar o andamento da apuração.

Conforme o delegado Rodolfo Rolli,  a prática criminosa teria causado, até o momento, prejuízo de, aproximadamente, R$600 mil às vítimas que procuraram a unidade policial. Investigações apontam que ela fazia divulgações de que vendia planos de saúde e, após a procura de interessados, acabava firmando contratos com as vítimas, no entanto, posteriormente, não efetuava o pagamento de boletos dos planos.

A mulher já foi identificada pela Polícia Civil e prestou depoimento na última terça-feira (15/3), na sede da unidade policial. “Ela confessou as práticas delituosas e alegou que está com problema psiquiátrico, apresentando uma interdição judicial”.

Reportagem Kadu Fontana com informações da ASCOM PCMG.

 

Kadu Fontana
Kadu Fontana
Jornalista registrado no MTE desde 2014 , radialista, e proprietário do Portal RKF. www.instagram.com/kadufontana/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!