Trecho da MG-447 volta a apresentar afundamento próximo a Cataguases.

4º Departamento de Polícia Civil em Juiz de Fora tem nova chefia
fevereiro 21, 2022
Motociclista fica ferido em acidente no centro de São João Nepomuceno.
fevereiro 22, 2022
Exibir tudo

Trecho da MG-447 volta a apresentar afundamento próximo a Cataguases.

Neste fim de semana alguns motoristas que passavam pela estrada Cataguases-Leopoldina perceberam que o afundamento da pista próximo ao antigo clube Meca estava aumentando de profundidade.

A situação se confirmou nesta segunda-feira, 21 de fevereiro, quando veículos de grande porte, como ônibus e caminhões começaram a ter dificuldade para transitar no local. O trânsito chegou a ser interrompido por vários minutos em um dos sentidos da pista para que um ônibus pudesse concluir sua passagem.

continua após a publicidade

A equipe da Catrans foi até lá, sinalizou a pista e seguirá monitorando o local, conforme informou seu coordenador Fabrício Zulato. Apesar do agravamento, a estrada segue liberada ao tráfego de veículos, porque somente o DEER-MG tem autonomia sobre rodovias estaduais.

Paralelamente, desde 2019, o deputado Fernando Pacheco vem atuando para que o local receba uma reforma definitiva. Em 2020 ele ganhou um reforço nesta luta: a administração municipal que, por meio do prefeito José Henriques, vem se esforçando na busca de uma solução para o problema. Hoje, com o agravamento da situação, o deputado pediu ao DEER-MG – por meio de ofício – que faça um estudo técnico no local a fim de avaliar riscos para a circulação de veículos. O prefeito também esteve em contato com a direção daquele órgão, em Belo Horizonte, por telefone pleiteando o conserto da pista. A informação que eles receberam é de que a obra de reforma está na programação para ser licitada. Isto dá esperança de que o serviço possa ser realizado ainda este ano. Há expectativa de que nesta terça-feira, 22, o DEER-MG tome providências no local.

Problema antigo

O problema ali naquele trecho da via é antigo. Surgiu em 2012 quando um temporal levou parte da estrada. Um conserto foi feito, mas insuficiente para sanar o problema em definitivo. Resultado: Pouco tempos depois o local que havia sido consertado, voltou a apresentar problema, desta vez, um afundamento na pista que hoje vai de uma margem a outra da rodovia por aproximadamente sessenta metros de extensão. Neste período o DEER-MG, responsável pela manutenção das estradas em Minas Gerais, vem fazendo reparos paliativos, que no entanto, não impedem o agravamento da situação.

Foto: O vigilante Online

Por: Site do Marcelo Lopes

Kadu Fontana
Kadu Fontana
Jornalista registrado no MTE desde 2014 , radialista, e proprietário do Portal RKF. www.instagram.com/kadufontana/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!