Deslizamento de encosta deixa pessoas desalojadas em Argirita MG.

SJN está vacinando quem não tomou vacina contra a gripe influenza em 2021
janeiro 3, 2022
Suspeita de agredir filho de 04 meses é surrada na rua e acaba presa em JF.
janeiro 3, 2022
Exibir tudo

Deslizamento de encosta deixa pessoas desalojadas em Argirita MG.

Sete pessoas ficaram desalojadas depois de deslizamentos de terra em Leopoldina e Argirita neste sábado, 1º de janeiro. Ao todo, de acordo com o Corpo de Bombeiros, os casos foram registrados em duas residências no Bairro Pirineus e Vila Esteves em Leopoldina e em um imóvel no Bairro Rosário, em Argirita durante as chuvas. Apesar dos estragos, ninguém ficou ferido.

De acordo com o 7º Pelotão do Corpo de Bombeiros em Leopoldina, os militares foram acionados pela Defesa Civil municipal de Argirita através dos servidores Giovani Carminati e Gilmar da Silva para comparecer à Rua Joaninha de Souza e Leibenitz Silva para vistorias em imóveis que estariam em risco de desabamento após as chuvas causarem danos ao muro de contenção.

continua após a publicidade

A situação foi avaliada e constatado risco iminente de possível desmoronamento. Cinco pessoas precisaram deixar o local após a interdição e a área devidamente isolada e o acesso restrito

Em Leopoldina, a primeira ocorrência foi registrada na Rua Dom Aristides, no Pirineus, ocasião em que um deslizamento de talude fez com que dois moradores precisassem deixar o imóvel e se deslocar para a residência de familiares. Na Rua Professor Gustavo Monteiro de Castro, um deslizamento foi registrado próximo de um imóvel.

Os dois locais foram vistoriados pelo Coordenador da Defesa Civil municipal de Leopoldina, José Luiz, e precisaram ser interditados.

Conforme a Defesa Civil de Leopoldina, equipes ainda trabalham na manhã deste domingo (2) para a retirada de um veículo agarrado em um mata-burro na estrada da Estiva-Samambaia e em uma interdição na Estrada dos Coelhos, onde uma árvore caiu sob a via.

No Bairro Vila Miralda, o trecho da Rua Cândido Veloso segue oferecendo risco e transtorno a moradores por conta do risco de desmoronamento, que ocorre há pelo menos dez anos. Nos últimos três anos a situação tem se agravado com deslizamentos e o risco de desabar sobre uma residência localizada na Avenida Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, nº 1097, na região da Vila Miralda. O local foi sinalizado no começo de 2019 e a Defesa Civil informou que irá vistoriá-lo ainda neste domingo.

Fonte : O Vigilante Online

Kadu Fontana
Kadu Fontana
Jornalista registrado no MTE desde 2014 , radialista, e proprietário do Portal RKF. www.instagram.com/kadufontana/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!