Polícia do Meio Ambiente fecha rinha de galos e prende 31 pessoas em JF.

Jovem é morto a facadas em Muriaé. Suspeito é preso pela PM.
novembro 22, 2021
Prêmio Destaque do Ano marcou a noite de sábado em São João Nepomuceno
novembro 22, 2021
Exibir tudo

Polícia do Meio Ambiente fecha rinha de galos e prende 31 pessoas em JF.

Em uma fiscalização sobre denúncias de maus tratos a animais, a Polícia Militar do Meio Ambiente comandada pelo Tenente Júlio César de Almeida, fechou  uma rinha de galos na Rua Itália, no Bairro Linhares, Zona Leste de Juiz de Fora. O flagrante foi no momento em que várias pessoas se reuniam para a prática criminosa. Todos os envolvidos foram presos.

Ao todo, 31 homens foram presos, em flagrante, pelos crimes de maus tratos e associação criminosa. Eles estavam com 30 galos, cinco galinhas, estimulantes e anestésicos, que eram aplicados nos animais, esporas de ferro, uma balança – que era usada para pesar os animais e o valor de R$10.974, usados para as apostas.

continua após a publicidade

No local, também foi apreendido um ringue, caixas, onde os galos eram armazenados, além de gaiolas.

A vereadora Kátia Franco, autora da denúncia que levou a Polícia Militar ao local disse que a colaboração da população é muito importante para acabar com esse tipo de atividade. “A polícia militar tem dado uma atenção muito grande a todas as denúncias que recebe e hoje não foi diferente. Assim que eu confirmei o crime, fiz o contato e fomos atendidos. Assim, também, qualquer cidadão pode usar os telefones 181 (Disque Denúncia), 3228-9050 (Polícia Militar do Meio Ambiente) ou 190 (Polícia Militar) e formalizar a denúncia, que pode ser feita de forma anônima “, comentou.

Kátia é a Presidente da Comissão de Defesa, Controle e Proteção dos Animais da Câmara Municipal de Juiz de Fora e teve o apoio do protetor Átila Torquato, que auxiliou nos trabalhos de identificação do local do crime e dos envolvidos. A vereadora celebrou a ação policial e indicou que o trabalho de fiscalização irá continuar. “A ação criminosa dessas pessoas resultou em um prejuízo de mais de R$100 mil para eles, dinheiro que será usado pela polícia mineira na aquisição de equipamentos e viaturas para a proteção do nosso meio ambiente. Estamos de olho em diversas outras denúncias de maus tratos, de rinhas, que vão acabar mal para os autores”, disse.

O tenente Júlio César de Almeida, acompanhou toda ocorrência e revelou que os envolvidos assinarão um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), serão multados em R$3.155,20 cada e responderão pelos crimes em liberdade. “Todo material foi apreendido e estará à disposição da justiça. Os galos serão encaminhados para a cidade de Formiga-MG, onde receberão tratamento para conseguirem voltar ao convívio com os demais”, informou.

Fonte: Assessoria vereadora Kátia Franco.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!