Simulado treina equipes da Energisa para atuar em situações de emergência.

Vende-se casa no bairro Bosque dos Ipês em São João Nepomuceno.
setembro 25, 2021
Microempreendedores têm menos de uma semana para regularizar dívidas
setembro 25, 2021
Exibir tudo

Simulado treina equipes da Energisa para atuar em situações de emergência.

O período de chuvas fortes, acompanhadas por ventos e raios, se aproxima da região Sudeste. De setembro a março, ou seja, da primavera até o final do verão, é conhecido como a estação das chuvas.

Para avaliar o desempenho das equipes, diante de situações reais de emergência, na madrugada desta sexta-feira , 24 de setembro, a Energisa mobilizou em Ubá equipes das áreas de operação, comercial, manutenção de média e alta tensão para um simulado do Plano de Contingência para Situações de Calamidade. O total de colaboradores envolvidos na ocorrência representa um aumento de 310% do efetivo que atende a cidade foco da simulação, o que permite a todos vivenciarem uma situação real de emergência.

continua após a publicidade

Esse simulado é realizado anualmente para que as equipes coloquem em prática o Plano de Contingência, que define as responsabilidades, de forma a orientar, facilitar, agilizar e uniformizar as ações para que a empresa atue com agilidade diante das situações adversas como tempestades, queda de árvores, erosões, além da perda de infraestrutura e do Centro de Operações, por exemplo, que monitora todo o sistema elétrico, dentre outras situações que podem causar impactos ao sistema elétrico.

Em situações de contingência, a empresa pode mobilizar entre 15% e 20% do seu contingente de equipes de toda área de concessão em uma única regional, além de equipes terceirizadas, incluindo manutenção pesada com caminhões com cesto aéreo. A mobilização envolveu também equipes de outras áreas da Energisa como Telecomunicação, Informática, Comunicação, Transporte, Saúde e Segurança, além de colaboradores da Energisa Soluções e da Central de Serviços Energisa.

 

“A empresa conta com equipes treinadas para atender à população o mais rápido possível em casos de interrupções de energia, além de recursos e equipamentos necessários para o enfrentamento dessas situações, garantindo o restabelecimento de energia o mais rápido possível com segurança e eficiência. Em 2020, em Minas Gerais, cerca 5.900 atendimentos foram ocasionados por eventos climáticos”, comenta o gerente de Operações da Energisa, Anderson Rabelo.

 

Brasil é líder em incidência de raios 

Além disso, neste período é comum o aumento do número de tempestades com descargas elétricas.  Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Brasil é líder em incidência de raios no mundo, com mais de 75 milhões de descargas para o solo a cada ano. Considerando os 66 municípios atendidos pela Energisa Minas Gerais, a distribuidora registrou em 2020, mais de 128 mil raios (nuvem-solo), cerca de 30% a mais que 2019, quando foram registrados 94 mil raios. O número cresce a cada ano e pode impactar diversos setores.

Monitoramento do tempo e investimentos

O Grupo Energisa conta com uma ferramenta de Alerta de Situação Climática, denominada NetClima, que realiza o monitoramento em tempo real de tempestades severas como chuvas intensas, rajadas de vento muito fortes, o que possibilita às distribuidoras mobilizar suas equipes com antecedência para atender à população com mais agilidade.

Além do sistema de monitoramento, desenvolvido pelo Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), em parceria com a Aneel e o Inpe, o sistema elétrico conta também com equipamentos automatizados. “Assim, quando temos ocorrências durante chuvas, conseguimos manobrar de forma automática a carga de energia. Para isso, isolamos o defeito e reduzimos o número de clientes impactados. Se for necessário, contamos também com subestações móveis que possuem a capacidade de abastecer cidades inteiras durante uma emergência”, destaca o gerente. Ele lembra ainda que, nos casos de danos físicos com a rede, provocados por postes derrubados, árvores caídas e cabos rompidos, o tempo de atendimento pode aumentar, por conta da complexidade da ocorrência.

A Energisa também realiza inspeções periódicas nas redes tanto pelas equipes que percorrem a linha, quanto com uso de drones e helicópteros, além de investimento constante no sistema elétrico da área de concessão da distribuidora.

Fonte : Comunicação Social Energisa

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!