Hospital São João suspende plantões de cirurgia geral e ortopedia.

Homem é preso com revólver municiado na rua em Piraúba.
abril 26, 2021
Homem é preso com 09 kg de cocaína avaliada em R$150 mil ao desembarcar de ônibus em Muriaé.
abril 26, 2021
Exibir tudo

Hospital São João suspende plantões de cirurgia geral e ortopedia.

O Hospital São João devido aos problemas enfrentados com financiamento da REDE, segundo o provedor Sebastião Sérgio F. Rodrigues (Paraná), teve de suspender os avisos de cirurgia geral e ortopedia temporariamente. A reportagem do Portal RKF apurou que a decisão foi comunicada através de ofício na última quinta-feira 22 de abril, destinado á diretora clínica da Associação de Caridade, Dra. Joelma Alves.

O Repórter Kadu Fontana conversou com o novo provedor na tarde desta segunda-feira 26/04. Paraná explicou que desde fevereiro, o estado penalizou o Hospital São João. Os R$ 100 mil que a entidade recebia da REDE, tiveram uma redução para R$ 30 mil ou seja menos R$ 70 mil em recursos.

continua após a publicidade

A redução se deveu pelo fato de ser exigência, a entidade manter o plantão dos cirurgiões e um serviço de ortopedia á distância ou seja, o profissional deve manter residência a no máximo 80 km de distância do hospital, podendo vir quando requisitado, trabalhar e retornar e isto não estava sendo cumprido. Segundo “Paraná” o HSJ está tentando suprir a falta do ortopedista tentando contratar um profissional de Juiz de Fora. Hoje se alguém chegar com fratura no PAM- Pronto Atendimento Médico, será encaminhado para Juiz de Fora. Ele acredita que para a próxima semana este problema já possa estar solucionado. Já na parte cirurgias, segundo ele, o HSJ pretende contar com alguns profissionais na cidade para atender a demanda.

De acordo ainda com Paraná, o hospital deve aos médicos uma quantia próxima de R$ 200 mil, valor esta que a curto prazo não há possibilidade de quitação. Ainda outra situação que o afligia era a dos anestesistas. Os R$ 30 mil que entraram no caixa do hospital serão repassados para estes profissionais que estão com seus vencimentos também atrasados. O total da dívida era de R$ 50 mil, referente a competência fevereiro 2021 ,sendo que os restantes R$ 20 mil a prefeitura municipal arcará e assim o montante será quitado. De acordo com o provedor esta situação estaria apalavrada com o prefeito municipal.Além de fevereiro, os anestesistas não receberam ainda a competência março 2021.

O Repórter Kadu Fontana questionou sobre o valor do repasse recebido pelo hospital pela prefeitura dos recursos advindos para combate ao covid-19. Paraná esclareceu mais uma vez que o hospital recebeu R$ 700 mil no ano de 2020 que foram empregados em três etapas.

  1. Equipamentos
  2. Procedimentos médicos
  3. Dos 700 mil, sobraram R$ 30 mil que serão destinados para pagamento da pintura da fachada do hospital.

continua após a publicidade

Além disso, devido as limitações financeiras pelas quais Associação de Caridade passa, a entidade pretende formalizar uma proposta de custeio de serviços de obstetrícia e pediatria no valor de R$ 30.000,00 mensais para realização de partos e atendimentos obstétricos e pediátricos. Esta proposta ainda não foi aceita pelos médicos, segundo o provedor, mas uma reunião acontecerá nas próximas horas e ele acredita num final positivo.

Esse valor seria rateado para os profissionais que se interessarem em assumir o serviço. De acordo com o provedor no futuro breve no hospital estará elaborando um plano de trabalho onde cirurgiões irão receber os serviços prestados e será oferecido a todos.

Foto: Portal RKF

Reportagem : Kadu Fontana

1 Comment

  1. Paulo Sergio disse:

    Pena ,ajudava todos ,agora é fazer rifas, leilões, almoços em prol do hospital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *