SJN pode avançar para a Onda Verde do Minas Consciente no próximo sábado.

Dois acidentes com carretas são registrados nesta quinta em Muriaé.
setembro 17, 2020
Site meteorológico alerta para temporais no final de semana no Sudeste.
setembro 18, 2020
Exibir tudo

SJN pode avançar para a Onda Verde do Minas Consciente no próximo sábado.

microrregião de Juiz de Fora/Lima Duarte/São João Nepomuceno/Bicas pode avançar para a Onda Verde do programa Minas Consciente. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (17) pelo Governo de Minas Gerais.

Também nesta atualização, as áreas de São João del Rei, Muriaé, Leopoldina e Cataguases poderão passar para a etapa menos restritiva do programa. Já Ubá e Além Paraíba terão que regredir. Todas as mudanças começam a valer a partir de sábado (19).

Veja como ficaram as microrregiões após atualização do Estado:

  • Juiz de Fora/Lima Duarte/São João Nepomuceno/Bicas: a microrregião poderá sair da Onda Amarela para a Onda Verde
  • Muriaé: a microrregião poderá sair da Onda Amarela para a Onda Verde
  • Ubá: a microrregião passou da Onda Amarela para a Vermelha, entretanto aPrefeitura contestou a decisão. Confira abaixo a nota do Executivo
  • São João del Rei: a microrregião saiu da Onda Amarela para a Verde
  • Leopoldina/Cataguases: a microrregião saiu da Onda Amarela para a Verde
  • Além Paraíba: a microrregião deverá sair da Onda Verde para a Onda Amarela

As microrregiões de Barbacena, Viçosa e Santos Dumont permanecem na Onda Verde. Já a área de Carangola na Amarela.

Lembrando que, apesar da classificação por microrregião, a decisão de avançar ou regredir para uma onda cabe a cada Prefeitura, já que as administrações podem seguir também a recomendação do Estado por macrorregião.

O que dizem as prefeituras

  • Juiz de Fora: a Prefeitura informou que terá uma reunião nesta quinta para discutir o assunto;
  • Lima Duarte: a assessoria do Executivo disse que está verificando a situação;
  • São João Nepomuceno: G1 entrou em contato e aguarda retorno;
  • Bicas: o G1 entrou em contato por telefone, mas as ligações não foram atendidas;
  • Muriaé: o Executivo informou que fará uma live às 18h30 para falar sobre o assunto;
  • Ubá: em nota, a Prefeitura informou que “tão logo tomou conhecimento da nova avaliação microrregional, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou os procedimentos para solicitar à SES-MG a revisão da classificação tendo em vista que devido a uma falha operacional cerca de 50% dos leitos de UTI da Covid, já credenciados pelo Ministério da Saúde no Hospital Santa Isabel, não foram considerados na análise do Minas Consciente. Dessa forma, o município seguirá a onda da macrorregião Sudeste – amarela – levando em conta a taxa de ocupação real e a capacidade de atendimento da rede hospitalar”. A reportagem entrou em contato com o Governo de Minas e aguarda retorno.
  • São João del Rei: a Prefeitura informou que a cidade vai seguir na Onda Amarela pelo menos até a próxima semana;
  • Leopoldina/Cataguases: a Prefeitura de Cataguases informou que o município vai continuar na Onda Amarela até semana que vem. A reportagem entrou em contato com a Administração de Leopoldina e aguarda retorno.
  • Além Paraíba: G1 entrou em contato e aguarda retorno.

Macrorregiões

São 112 cidades da Zona da Mata e do Campo das Vertentes que aderiram ao programa Minas Consciente. Estes municípios estão divididos em três macrorregiões: Sudeste, Centro-Sul e Leste do Sul.

Nesta quarta-feira (16), o G1 mostrou que a Macrorregião do Centro-Sul avançou para Onda Verde do programa Minas Consciente. Já a Sudeste e Centro-Sul permanecem na Onda Amarela por mais sete dias.

Entenda o que são as Ondas

Confira abaixo detalhadamente quais serviços podem funcionar em cada categoria, segundo o Governo de Minas.

Onda Amarela

As macrorregiões de Saúde Noroeste, Triângulo do Norte, Sul, Sudeste, Centro, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul e Vale do Aço apresentaram índices favoráveis para a abertura de serviços não essenciais, contemplados pela onda amarela. Nesta fase, são permitidos:

  • Bares (consumo no local);
  • Autoescola e cursos de pilotagem;
  • Salão de beleza e atividades de estética;
  • Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo;
  • Papelaria, lojas de livros, discos e revistas;
  • Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem;
  • Comércio de itens de cama, mesa e banho;
  • Lojas de móveis e lustres;
  • Imobiliárias;
  • Lojas de departamento e duty free;
  • Lojas de brinquedos;
  • Academias (com restrições);
  • Agência de viagem;
  • Clubes;
  • Bibliotecas, museus, galerias, arquivos (com restrições).
  • Parques estaduais, unidades de conservação, zoológicos e jardins (com restrições).

Onda Verde

As macrorregiões Norte, Triângulo do Sul, Oeste e Centro-Sul estão na onda verde. A etapa menos restritiva permite as seguintes atividades:

  • Atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo;
  • Cinemas, bibliotecas, museus, arquivos;
  • Parques, zoológicos e jardins;
  • Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê;
  • Parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca;
  • Bares com entretenimento (shows e espetáculos);
  • Serviços de colocação de piercings e tatuagens.

Para avançar para a onda verde, as cidades precisam estar há 28 dias consecutivos na onda amarela, sem sofrer retrocessos durante esse período.

Fonte G1 Zona da Mata

1 Comment

  1. Sandra Trindade disse:

    Onda verde somente depous da vacina. Muitas cidades após a onda amarela constatam aumentos de casos. As pessoas acham que a Covid praticamente acabou. Abusam do direito de ir e vir, sem os devidos cuidados Recomeçam então a aumentar os casos. Difícil estar na mente de todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *