Diante de mais de 44 mil torcedores, sanjoanense classifica Manaus á série C do Brasileiro.

Adolescente é apreendido com drogas no Bairro Bela Vista em São João Nepomuceno.
julho 23, 2019
Homem é preso no trevo de acesso á BR-267 após furtar bicicleta em Argirita.
julho 24, 2019
Exibir tudo

Diante de mais de 44 mil torcedores, sanjoanense classifica Manaus á série C do Brasileiro.

O Manaus, comandado pelo sanjoanense Wellington Tavares Fajardo de 58 anos,  é o primeiro time a garantir vaga na Série C do Campeonato Brasileiro. O acesso foi conquistado no último sábado (20/07) após triunfo diante do Caxias por 3×0, diante de 44.121 torcedores na Arena da Amazônia. Recorde de público da competição.

Rossini, duas vezes, e Mateus Oliveira construíram o placar. O Manaus havia perdido o jogo de ida por 1×0, no estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS).

Ao término da vitória por 3 a 0 sobre o Caxias-RS, no último sábado (20), o gramado da Arena da Amazônia foi invadido por jogadores e pela comissão técnica do Manaus FC que, em um ato de agradecimento, fizeram uma ‘volta olímpica’, aplaudindo os 44.121 mil torcedores presentes.

continua após a publicidade

Visivelmente emocionado em ter conquistado o principal objetivo da temporada esmeraldina, o acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro, Wellington Fajardo, treinador da equipe manauara, sentiu a obrigação de agradecer o público presente. “Coisa linda de mais gente (a Arena lotada). Só tenho que agradecer esse apoio. Essa torcida. Foi bom demais”, disse, enquanto corria e aplaudia os torcedores.

O comandante do Gavião do Norte também afirmou que o que acontece fora de campo não influencia em uma partida de 180 minutos. Na partida de ida, torcedores do time Grená soltaram foguetes e dispararam alarmes em torno do hotel. Na madrugada de sábado, em Manaus, a torcida manauara ‘deu o troco’. Para Fajardo, futebol é resolvido nas quatro linhas. “Não foi nada de resposta. Concentramos e conseguimos jogar bola. Tai o resultado, vencemos no agregado por 3 a 1. Futebol é no campo”, afirmou o técnico do Manaus.

Ainda em clima de festa com os jogadores, o comandante do Gavião do Norte garantiu que a adaptação ao Estado e, principalmente, a capital amazonense aconteceu devido a identificação de Fajardo com a cultura local. O treinador espera que que, agora, com o acesso o clube possa se estruturar ainda mais para 2020. “Isso é bom demais (ao apontar o estádio cheio). O pessoal tem que vir conhecer o Amazonas. Gente simples, humilde. É do jeito que fui criado. Fico feliz de ter dado uma parcela de contribuição no futebol local e espero que agora, subindo, o clube se estruture para o ano que vem e, assim, permaneça na Série C e suba para a B e siga para a Série A do Brasileiro”, disse.

FONTE : D24AM

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *